mosbet indiamostbet casinomostbetpin up kzpinupmosbet aviator1win loginlucky jet crashmostbet aviator1win cassino1 winpin up casino1 win1vinmosbet1win apostaonewinlucky jet1win aviator1win kz4rabet login4x bet4rabet mirror1 winpin up bet1win aviatormostbet casinomostbet casinolucky jetmosbet casino1 winmostbetlucky jet casinolacky jetpinup1win aviatorpin up indiapin-upparimatchmostbet az1 win az1 win aviatorpin up loginmosbet aviatorpin upparimatch4r betmostbet indiaaviatorpin upmostbet casino kz

Rota alternativa para entrar na cidade de Ourense

Grelo Hostel apresenta-vos uma rota alternativa para entrar na cidade de Ourense.

Sabemos por experiência e por vos comentários de 99% dos peregrinos que se alojan conosco Xunqueira de Ambía- Ourense é uma das etapas mais duras da Rota Sanabresa pela quantidade de asfalto que há que transitar. Há que atravessar um polígono industrial (San Cibrao de Vinhas), um comercial (Polígono de Barreiros) e finalmente vários quilómetros dentro da cidade de Ourense.

De modo que aproveitando que o Barbaña passa por Ourense e há um caminho que decorre em suas orlas, que está muito bem preparado pelo Concello de Ourense e vai em paralelo à Avenida de Zamora, que é a rua por onde se entra à cidade fazendo o caminho. Grelo Hostel convida-vos a que o aproveiteis.

É uma rota que é um caminho de terra o 95% do tempo, circulando baixo o manto protector da vegetação de ribera, há boas instâncias de salgueiros (sauce ceniciento), amieiros (amieiros) e bidueiros (abedul branco). Também podemos ver lavancos (anáde real), lavandeiras (lavanderas) e ver não tanto, mas sim escutar o trino do carrizo (chochín)

Para apanhar o caminho há que estar relativamente atentos. Ao sair de Seixalbo e dantes de entrar em Ourense, vê-se um cruze, para mais sinal há um supermercado.

Neste cruze baixando à esquerda
Seguindo esta indicação!

Há que apanhar rua abaixo para chegar até o caminho fluvial, uma vez se está nele, não se pára

E aqui giramos à direita

Até que se chega a um ponto onde há que cruzar uma estrada, que é bem visível. 

Cruza-se pelo passo de peatones.

Este é o final do primeiro trecho
Este é o pavilhão Paco Paz. Há que cruzar aqui.
E essas são as duas opções para continuar.

Uma vez está-se no outro lado, as bicicletas podem ir pela margem direita do rio, há uma rampa para aceder a ela e é mais fácil para estes veículos.

Este é o acesso para as bicicletas
Por esta rampa. Há que ir com cuidado que há muita gente passeando.

Os peregrinos a pé podem ir pela margem esquerda baixando umas escadas.

Assim se vê o acesso das escadas
Ao vê-las pensem, estamos a baixá-las, não subindo

Uma vez que se está de novo no caminho, se continua até que volta a aparecer uma estrada de asfalto

Vista do início do segundo trecho para caminhantes.
Assim vêem o Rio Barbaña os que vão em bici.

Vêem-se os pilares de uma grande ponte e há que apanhar essa rua para a direita.

Por esta rua há que subir

Aqui acaba a rota alternativa para entrar na cidade de Ourense. Já estais praticamente no centro, só fica chegar ao Grelo.

Para chegar até o Grelo Hostel, ascende-se custa-a em paralelo à ponte, avança-se até que se chega a um cruze no que justo enfrente, está o Jardim do Posío. Aqui gira-se à direita, e no seguinte semáforo à esquerda para aceder a rúa Corunha. Ascende-se por ela, mantendo ao Jardim do Posío no lado esquerdo. Passais um primeiro cruze, e no seguinte cruzais para a esquerda, rua acima, Rúa Pena Trevinca. Nuns minutos vereis a entrada do Grelo Hostel.

Scroll to Top